Inês de Araujo, Cristina Salgado, Regina de Paula e Malu Fatorelli | Impressões | 23 nov  - 10 dez | 2016

IMPRESSÕES é um desdobramento de propostas desenvolvidas no laboratório de gravura da Uerj. O projeto concebido por Inês de Araujo recebeu o apoio da Faperj e teve como desafio, para além da reabilitação dos aspectos físicos e materiais do atelier de gravura, criar condições para a prática experimental da pesquisa em arte na universidade pública.

Quatro artistas professoras do Instituto de Artes da Uerj - Inês de Araujo, Cristina Salgado, Regina de Paula e Malu Fatorelli - desenvolveram suas pesquisas artísticas no laboratório de gravura no âmbito deste projeto. Entre as artistas, o trabalho de Malu Fatorelli ativa conexões entre arte e arquitetura e remete a sua sólida experiência com esse meio que pratica desde os anos oitenta, quando frequentou a Scuola Internacional de Gráfica de Veneza. Para Inês Araújo a questão gráfica também é tema de destaque em suas séries de trabalhos com desenhos e videos. Cristina Salgado e Regina de Paula lidam com questões da imagem e o uso que fazem dos procedimentos de gravura atualiza aspectos próprios a suas poéticas. Enquanto Cristina Salgado e Malu Fatorelli agregam objetos a suas impressões, Regina de Paula realiza matrizes com areia, material presente em muitas de suas obras e Inês Araújo explora o traço em repetições e deslocamentos de gestos e seus intervalos.

Além das gravuras, todas apresentam trabalhos em técnicas diversas que dialogam com esta produção. O conjunto abrange obras com processos de impressão e outras que oferecem o substrato poético e conceitual desses trabalhos. Ao todo a exposição reúne cerca de 26 obras das quarto artistas, incluindo gravuras, cadernos, objetos, desenhos, vídeo e colagem.

A gravura envolve duração, um labor processual que pode ser pensado como uma quase-metáfora de resistência à efemeridade e aceleração de nosso tempo.

O trabalho na Galeria Múltiplo atravessa os limites do espaço do atelier Universitário e afirma a vitalidade e a heterogeneidade da produção contemporânea partilhada por quatro artistas com sólida trajetória e com exposições no Brasil e no exterior.